Colesterol

Colesterol
Compartilhe !!

É de conhecimento geral que o colesterol alto é prejudicial á saúde. Será que isso é realmente verdadeiro? Vejamos abaixo.

Colesterol: vilão ou mocinho?

É de conhecimento comum e bem difundido pela mídia e profissionais da saúde que o colesterol elevado está diretamente relacionado com doença cardíaca. É realmente verdade? De onde veio essa história toda?

Colesterol alto e doenças cardíacas: o início

Nos anos 50, Ancel Keys, conhecido como o Pai da Teoria Lipídica, é  realizou o estudo “A teoria dos 6 países” que mostrou que os países que consumiam mais gordura apresentavam índices maiores de doenças cardíacas. No entanto, haviam dados para realizar esse estudo em 22 países e Keys escolheu os 6 países que comprovavam a sua teoria.

Nutricionista TFT Low carb bacon colesterol alto

 

 

 

 

 

Outro ponto falho desse estudo foi a maneira de calcular a gordura consumida, dividiu-se a quantidade total de gordura produzida pelo país pelo número total de habitantes. As doenças foram avaliadas através dos atestados de óbito

Nesse link você encontrará mais informações sobre a formação da teoria lipídica e como ela foi propagada até os dias atuais.

Colesterol alto é de fato ruim?

Você provavelmente acredita que colesterol elevado seja algo muito ruim, será? Vamos analisar algumas evidências. Colesterol alto é sinônimo de longevidade, isso mesmo, pessoas com colesterol alto vivem mais. Esse estudo de 1994 mostra que as pessoas idosas com colesterol baixo morreram duas vezes mais frequentemente de um ataque cardíaco do que as pessoas idosas com um colesterol elevado. Isso não é uma exceção, a maioria dos estudos com pessoas mais velhas demonstrou que o colesterol elevado não é um fator de risco para doença coronariana do coração. Esse artigo mostra que o colesterol elevado não é um fator de risco para as mulheres.

Muitos estudos têm verificado que o colesterol baixo (ver aqui) é, em certos aspectos, pior do que taxas elevadas de colesterol. O colesterol baixo pode indicar um risco maior de morrer por doenças gastrintestinais e respiratórias.

Em 1982 foi publicado um estudo realizado com 12866 homens, o Multiple Risk Factor Intervention Trial que tinha como objetivo analisar se era possível a diminuição da mortalidade a partir de mudanças de fatores de risco, como, por exemplo,  a diminuição da gordura da dieta. o grupo foi divido em 2 subgrupos: um grupo controle e um grupo com orientação para parar de fumar, tratar a hipertensão e ter uma dieta com menos de 10% de gordura saturada (para baixar o colesterol). O resultado: em 7 anos de acompanhamento não houve diferença estatisticamente significativa na mortalidade entre os grupos, inclusive, o grupo controle teve menor mortalidade do que o grupo orientado.

 

Esse outro estudo publicado em 2006, The Women’s Health Initiative Randomized Controlled Dietary Modification Trial, foi realizado com 48835 mulheres com o objetivo de analisar o efeito de uma dieta pobre em gorduras na incidência de doenças cardiovasculares e câncer de mama. Após 8 anos de estudo a dieta pobre em gordura não teve efeito significativo sobre o câncer ou doença cardiovascular.

nutricionista TFT low carb colesterol alto ovo

 

 

 

 

 

 

Existem vários e vários estudos apontando esse tipo de resultado, vou mostrar apenas mais um sobre esse assunto, para que esse tópico não fique grande demais. Essa pesquisa incluiu mais de mil pacientes com insuficiência cardíaca severa. Depois de cinco anos 62% dos pacientes com colesterol abaixo de 129 mg/l morreram, enquanto somente a metade dos pacientes com colesterol acima de 223 mg/l morreram.

Tipos de Colesterol

nutricionista TFT low carb colesterol alto

Colesterol LDL

LDL (low density lipoprotein) – São lipoproteínas de baixa densidade que servem para transportar o colesterol do fígado para as células. É conhecido popularmente por ser o colesterol ruim. Descobriu-se em 2010 a existência de 11 subtipos de LDL, que se dividem por tamanhos das moléculas e onde apenas os dois sub-tipos de moléculas menores é que são prejudiciais. O LDL colesterol só passa a ser problema quando existem processos inflamatórios ocorrendo no local, onde ele pode se acumular e formar a placa de ateroma. Esses processos inflamatórios, que irão interagir com os tipos malignos de LDL colesterol, geralmente são causados pelo excesso de carboidratos refinados e não de gordura saturada.

Colesterol HDL

HDL (high density lipoprotein) – São lipoproteínas de alta densidade que servem para transportar o colesterol das células para o fígado. É conhecido popularmente por ser o colesterol bom.

Funções do colesterol

  • Síntese de vitamina D
  • Revestimento das membranas celulares
  • Absorção de cálcio
  • Produção da bile
  • Produção de Mielina (tecido que reveste os neurônios)
  • Produção dos hormônios sexuais

 

Não deixe de ler mais sobre esse assunto:

Posted on 1 de março de 2016 in Colesterol

Share the Story

About the Author

Silvia Dalpicolli - Nutricionista E Coach. Rua Garibaldi 810 sala 501, centro. Caxias do Sul, RS, Brasil.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top